DSpace DSpace

Biblioteca Digital do IPG >
Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto (ESECD) >
Relatórios de Estágio >
Mestrados >
Educação Pré-escolar e Ensino do 1ºCiclo do Ensino Básico >

Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10314/4775

Título: A construção de competências polissémicas no ensino-aprendizagem de inglês no 1º CEB.
Autores: Pimenta, Nélia C
Palavras Chave: Competência linguística e comunicativa
ensino-aprendizagem
inteligência coletiva
dinâmicas sociais de aprendizagem
reflexividade
Data: 23-Apr-2019
Editora: Instituto Politécnico da Guarda
Relatório da Série N.º: 372.3 PIM
Resumo: O presente relatório foi desenvolvido no âmbito da Unidade Curricular da Prática de Ensino Supervisionada, integrada no Mestrado em Ensino de Inglês no 1.º Ciclo do Ensino Básico do Instituto Politécnico da Guarda, que decorreu numa turma do 4.º ano de escolaridade da Escola Básica do Bairro da Luz (Agrupamento de Escolas da Sé - Guarda). Este documento encontra-se dividido em três partes, sendo a primeira relativa ao enquadramento territorial sobre o Distrito e Concelho da Guarda e enquadramento institucional do Agrupamento de Escolas da Sé na Guarda; a segunda diz respeito à prática pedagógica do Ensino de Inglês através das Tecnologias de Informação e Comunicação e a terceira refere-se ao enquadramento teórico. O relatório termina com a apresentação das Considerações Finais. O desenvolvimento da competência linguística e comunicativa no processo de ensino e aprendizagem do Inglês, através das Tecnologias de Informação e Comunicação, constituiu a base investigativa, tendo-se pretendido operacionalizar um conjunto de estratégias assentes no desenvolvimento de um pensamento crítico independente, capaz de ultrapassar a superficialidade e, por contraponto, gerar as bases de uma verdadeira cultura. É neste(s) contexto(s) que emerge o reconhecimento do papel do desenvolvimento da competência linguística e comunicativa em Língua Estrangeira daqueles que se estão a formar como atores sociais. Assim, foram abordadas as estratégias de aprendizagem e a utilização da Língua Estrangeira, nomeadamente de memória, cognitivas, compensação, metacognitivas, afetivas e sociais, assim como modelos didáticos de ensino-aprendizagem da escrita, gramatical, funcional, processual e de conteúdo, para a aplicação dos quais as Tecnologias de Informação e Comunicação revelam um enorme potencial. As experiências da Prática de Ensino Supervisionada permitiram verificar que as estratégias de aprendizagem com recurso às Tecnologias de Informação e Comunicação se revelaram com um enorme potencial para a constituição de uma inteligência coletiva, confirmando-se que há muitas vantagens associadas à utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação no processo de ensino e aprendizagem da Língua Inglesa, nomeadamente o acesso a diferentes fontes de conhecimento, a articulação de diferentes domínios e abordagem, assim como a associação diferentes programas e métodos de educação e formação, tornando as aulas mais interactivas e motivadoras. Do ponto de vista do professor, as Tecnologias de Informação e Comunicação possibilitaram o enriquecimento das estratégias pedagógicas, sobretudo da visualização, simulação, análise, síntese e organização de conhecimentos, a adaptação dos contextos educativos às caraterísticas particulares dos alunos, tendo igualmente contribuído para a criação de novas dinâmicas sociais de aprendizagem, em ambientes formais e informais.
URI: http://hdl.handle.net/10314/4775
Aparece nas Colecções:Educação Pré-escolar e Ensino do 1ºCiclo do Ensino Básico

Ficheiros deste Registo:

Ficheiro Descrição TamanhoFormato
1CEB - Nélia C Pimenta.pdf1516KbAdobe PDFVer/Abrir
Sugerir este item a um colega