DSpace DSpace

Biblioteca Digital do IPG >
Escola Superior de Saúde (ESS) >
Relatórios de Estágio >
Mestrados >
Mestrado em Enfermagem Comunitária >

Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10314/4992

Título: Necessidades educativas do cuidador informal da pessoa idosa dependente em contexto domiciliário.
Autores: Oliveira, Laura M V C C B
Palavras Chave: Cuidador informal
idoso dependente
necessidades educativas
Data: 7-Jan-2020
Editora: Instituto Politécnico da Guarda
Relatório da Série N.º: 616-083 OLI
Resumo: Este estudo pretende identificar as necessidades educativas dos cuidadores informais de modo a promover ações concertadas que se traduzem em ganhos para quem cuida e para quem é cuidado por outros. Para a sua realização enveredamos por um Estudo de Caso, selecionando dezoito cuidadores de pessoas idosas dependentes inscritas na UCSP da zona. Realizou-se um estudo qualitativo, exploratório e descritivo. Recorreu-se a uma amostra, não probabilística por escolha racional. Foi utilizado a triangulação no sentido de aumentar a fiabilidade dos resultados. Foram utilizados como instrumentos de recolha de dados uma entrevista semiestruturada que aplicamos aos cuidadores informais principais. Conjuntamente aplicamos um questionário de administração indireta ao cuidador e três escalas para avaliar a capacidade funcional da pessoa idosa dependente (Escala de Barthel, Índice de Lawton e Escala de Pfeiffer, sendo as duas primeiras aplicadas ao cuidador e a terceira aplicada à pessoa idosa dependente). Os cuidadores referiram que desenvolveram as suas capacidades para cuidar através das necessidades advindas do cuidar no dia a dia, através de tentativas e erros com construção da aprendizagem informal de forma autónoma e formal de forma pontual através dos profissionais de saúde, aquando da visita domiciliária. Os principais resultados revelaram que os cuidadores informais revelam necessidades de formação, nomeadamente em cuidados, instrumentais e expressivos. Os resultados deste estudo mostram a necessidade de os profissionais de saúde nortearem a sua ação para os cuidadores informais promovendo a capacitação das suas capacidades e habilidades, através de intervenções que visem colmatar as necessidades percecionadas, de forma promover a continuidade de prestação de cuidados adequados em cada fase da doença.
URI: http://hdl.handle.net/10314/4992
Aparece nas Colecções:Mestrado em Enfermagem Comunitária

Ficheiros deste Registo:

Ficheiro Descrição TamanhoFormato
Enf Com - Laura M V C C Barreiros.pdf2878KbAdobe PDFVer/Abrir
Sugerir este item a um colega