DSpace DSpace

Biblioteca Digital do IPG >
Escola Superior de Saúde (ESS) >
Relatórios de Estágio >
Mestrados >
Mestrado em Enfermagem Comunitária >

Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10314/5028

Título: Prevenção da recidiva da úlcera de perna de origem venosa: O significado atribuído pela pessoa portadora às medidas preventivas
Autores: Gomes, Filipe J P
Palavras Chave: Envelhecimento
Úlcera Venosa
Prevenção
Recidiva
Data: 3-Aug-2020
Editora: Instituto Politécnico da Guarda
Relatório da Série N.º: 616-083 GOM
Resumo: Enquadramento: O envelhecimento da população mundial origina um aumento de doenças crónicas múltiplas, particularmente da doença venosa crónica. As úlceras de perna de origem venosa constituem a forma de ulceração mais comum nos membros inferiores, representando até 85% de todas as úlceras de perna. A recidiva deste tipo de úlcera é altamente problemática, com taxas de recorrência que atingem os 70% aos 12 meses após a cicatrização. Objetivo: Conhecer os fatores que contribuem para adesão às medidas de prevenção da recidiva da úlcera de perna de origem venosa, na perspetiva das pessoas portadoras desse diagnóstico. Métodos: Estudo qualitativo, com carácter exploratório, fenomenológico descritivo, desenvolvido numa amostra não probabilística por conveniência de uma população de utentes de um Agrupamento de Centros de Saúde da Região Centro, do interior de Portugal. A recolha de informação foi efetuada através de entrevista semiestruturada, com recurso a um guião, procedendo-se à análise de conteúdo com recurso ao programa de análise qualitativa WebQda®. Resultados: Na análise de conteúdo foram identificados quatro temas, através da agregação das unidades de registo em categorias e subcategorias. A prevenção da recidiva é influenciada pelo conhecimento sobre a origem da ferida e pela adesão às medidas de prevenção da recidiva da úlcera venosa que, por sua vez, dependem dos diferentes benefícios e dificuldades/limitações vivenciados pela pessoa portadora. A determinar este processo de adesão às medidas prevenção da recidiva encontra-se o papel desempenhado pelos cuidadores e pelos enfermeiros. Conclusões: A prevenção da recidiva da úlcera de perna venosa depende da capacitação do seu portador acerca das medidas de prevenção: meias de compressão, exercícios de retorno venoso, elevação dos membros em repouso, limpeza e hidratação da pele. Após a cicatrização existe a necessidade de se manter a vigilância e acompanhamento regular, garantindo a adesão às medidas de prevenção, ultrapassando algumas das barreiras existentes. O enfermeiro especialista em enfermagem comunitária será o profissional indicado para desenvolver e implementar projetos de acompanhamento pós-cicatrização da úlcera de perna venosa.
URI: http://hdl.handle.net/10314/5028
Aparece nas Colecções:Mestrado em Enfermagem Comunitária

Ficheiros deste Registo:

Ficheiro Descrição TamanhoFormato
RESUMO E Com - Filipe J P Gomes.pdf410KbAdobe PDFVer/Abrir
Sugerir este item a um colega